Marcette’s Weblog


Perucas Lady
novembro 23, 2007, 8:48 pm
Filed under: Sem-categoria

Cabelo tipo peruca, mas bonitinho...

Estava lendo no blog do Bruno Medina (grande Brunão!) um post onde ele comentava seus traumas com barbeiros/cabelereiros que sempre cortam errado seu cabelo e me lembrei do meu maior trauma com profissionais da tesoura.

Quando eu tinha 14 anos, tinha um aspecto juvenil que não tem nada a ver com os dias atuais: meu cabelo era loiro, como se fosse queimado de sol, beem comprido, havia um franjão que ia até o ombro e era cheio, mas muito cheio. Mas como dificilmente mulher é satisfeita com seus próprios cabelos, cismei que iria dar um corte diferente nele. Daí rolou uma aposta com minha colega de sala: ela ia me avacalhar se eu não aparecesse com o bendito corte novo. Aí enfezada aceitei. E fui eu procurar um salão.

Próximo ao trabalho da minha mãe havia um salão muito bonitinho, onde trabalhavam uma mulher, uma garota (com cara de filha dela) e um rapaz, parecendo ser o dono. Entrei e logo fui atendida. Falei pra mulher que queria cortar o cabelo todo igual, no tamanho da franja. A cabelereira não estava acreditando no que ouvia.  Um cabelão daquele iria ser cortado? A garota então se meteu, falou que eu podia dar um corte diferente, tipo o dela, e o dela era muito legal, havia uma cor meio parecida com o meu. Ela começou a me convençer de que iria ficar muito show. Mas aí havia um problema: o meu cabelo era muito, e ela me convenceu novamente, falou que eu podia fazer um pézinho.

A cabelereira fez o pézinho e guardou o meu cabelo,  provavelmente pra implante depois e cortou do jeito que estava o dela. Na hora fiquei feliz cabelo molhado, mas depois vi o resultado. Cara eu parecia que estava de peruca! Tipo aqueles cabelos dos anos 80, daquela mulher do Flashdance? Caraca eu fiquei muito feia! Me lembro que ficou o maior franjão na frente, umas orelhas do lado e atras só o que sobrou encima do pézinho. Encontrei um amigo na rua que não me reconheceu e pior, tomou um susto quando me viu.

Micaço, aço, aço! Tinha um menino que mora perto da minha casa que me botou um apelido na época, peruca. Agora, depois de um mico desse, como esquecer uma estória dessas né…

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: